sábado, 2 de outubro de 2010

Sensibilidade

Sensibilidade é a palavra chave para nossos tempos! O Mundo tem sofrido muito e está à beira de um colapso porque por milhares de anos a maior parte das pessoas se esqueceu dela!

Muitos fatores histórico-culturais como a mudança da caça para a agricultura, a descoberta de que o homem participa do processo de reprodução (isso, claro, ainda em tempos muito antigos); o surgimento e apogeu de religiões que possuem a crença em um único deus masculino, etc. Levaram muitas culturas a super valorizar o Masculino e menosprezar ou subjugar o Feminino!

Como poderíamos em um termo definir masculino e feminino no tocante à Psique? ‘Espírito de Objetividade’ e ‘Espírito de Sensibilidade’!

Não é o Espírito de Objetividade que tem regido o mundo? Não estudamos a Revolução Industrial? Não é em nome do “progresso” do “avanço” que a humanidade tem agido? O Espírito de Objetividade tem coisas positivas! Construímos aviões, eletricidade, Internet, melhoramos os recursos de medicina... Mas também temos agredido nosso planeta e comprometido nossa expectativa de continuidade em nome do “progresso”! Ao adotar a supervalorização do Masculino e rejeitar o valor do Feminino a Sensibilidade, as relações interpessoais e o próprio cuidado com o planeta foram rejeitados! (A Consciência Ecológica também passa pela Sensibilidade!) A própria Religião, que muito influenciou nesse processo, deixou de ser a grande responsável por explicar a vida e a Ciência surgiu para se ocupar disso! O capital e o deus-dinheiro ganharam seu culto e a missão de tornar a humanidade feliz (com seus templos: os shoppings cheios de devotos). E aonde chegamos? A maioria das pessoas hoje gasta a maior parte do seu tempo lutando pelo simples sustento (olhe as longas jornadas de trabalho e a exploração ao trabalhador)! Todo nosso “progresso” não nos dá melhor qualidade de vida do que um primata tinha ao lutar a maior parte do seu tempo por alimento e proteção! Isso não ocorreu porque o Espírito de Objetividade foi valorizado! Mas porque o fizeram ao mesmo tempo em que desvalorizaram o Espírito de Sensibilidade! Não sobreviveríamos se houvesse Dia sem Noite ou Verão sem Inverno e não vamos sobreviver de Masculino sem Feminino (não estou falando de sexualidade e entenda bem isso)!

Por isso formas de pensamento teem emergido! A cultura neo-pagã tem crescido muito, religiões como a Wicca, e outras formas atuais de paganismo têm se popularizado, e é bom que aconteça por que devolvem ao Feminino seu caráter Sagrado! A propaganda da Consciência Ecológica tem sido grande! (Salve o Planeta é Salve a Humanidade!) Emos não são uma tribo jovem que prega a sensibilidade? Eu acredito que o surgimento de tendências valorizando a Sensibilidade seja natural no ponto da história em que nos encontramos. Por que sentimos em nosso subconsciente coletivo que sensibilidade é hoje nossa mais profunda necessidade.

Nossa subsistência depende de que voltemos a valorizar o Feminino! Que a Sensibilidade, as relações interpessoais, a tolerância... sejam tão valorizadas quanto o Espírito Objetivo! Todos nós, mulheres e homens, precisamos nos abrir ao nosso Sagrado Feminino!



Ou eu estou viajando?


...beijinhos***

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. teríamos um mundo melhor, se todos tivéssemos mais "Sensibilidade" (isso é o q eu penso)

    ResponderExcluir